Páginas

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Reclames do plim, plim...

Qual seu grau de noventaenssisse? Responda ao teste abaixo e descubra...

Enquanto o desenho não voltava era tempo de correr até a cozinha para beber leite com Toddy ou Nesquik de morango e comer biscoito de maçã com canela. Se essa cena parece familiar responda ao teste abaixo e confirme se você também passava as tardes assistindo a sessão da tarde e aos intervalos. (o que dependendo do filme podia gerar amor ou ódio ao intervalo).

video

1° O que você fez quando viu os mamíferos parmalate?
a. Você disse "que saudade, olha o leão", cantou a música junto e disse "tomou" no final .
b. Você lembra mais ou menos , deu saudade, não sabe a música , e disse "tomou " no final.
c. Mamíferos o quê?

video

2° Na segunda propaganda:
a. Ainda não entende por quê não fazem mais a propaganda da tortuguita, e repitiu o "estúpida".
b.Lembra seu sabor preferido de chocolate mas não sente falta e repetiu "estúpida".
c. Onde já se viu tartaruga de chocolate.

video

3°Quando você viu o capacete correndo na terceira propaganda:
a.Você já começou a rir, e teve que ver outra vez , e gritar "iuu.." com as formiguinhas.
b. achou engraçado e gritou "iuu.." com as formiguinhas.
c. Que capacete?

video

4°Na quarta propaganda:
a.Você saiu correndo para o youtube para ver as outras versões..e cantou toda a música, que você já sabe que não vai sair da sua cabeça o dia inteiro.
b. Cantou a música e deu vontade de comer pipoca com guaraná.
c. Deu vontade de comer pipoca e guaraná.

Se a maioria das suas respostas foram:
Letra a: Você já é um amante dos anos 90. Sabe as músicas, viveu as experiências. E sente saudade desse mundo. Volte sempre ao remexelá para curtir com a gente essa paixão.

Letra b: Você é um amante dos anos 90, mas parece querer disfarçar essa idéia, para não parecer velho. Deixe o medo de falar "no meu tempo.." pra trás e venha se divertir com as lembranças dessa década mágica. Sugestão: Duas doses de remexelá por semana.

Letra c: Os anos 90 estão em seu interior. (ou você não teria acompanhado esse terrível post até o final). Liberte-se e venha curtir essa nostalgia. Visite o remexelá todos os dias.

Deu saudade reveja os vídeos, lembre outros que te marcaram e divida com a gente... Algumas que nem a marca existe mais...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A Febre Boy band...

Ela começou ainda nos anos 60, com grupos como o Jacksons 5, os Beatles e The Temptations (nessa época chamada de "coqueluxe"). Nos 80 foi a vez dos rebolantes Menudos. E cantar Não se Reprima fez efeito. Vários jovens realmente não se reprimiram e disseminaram uma febre chamada Boy Bands.

A idéia parece ser sempre a mesma: cinco garotos (com algumas variações), bonitos (em alguns casos nem tanto), com aquela cara de bom moço (exceto pelo AJ do Backstreet Boys), cantando e fazendo caras e bocas. E já ia me esquecendo o que também não pode faltar: o rebolado, herança lá dos Menudos.

No início dos anos 90 foi o New Kids on The Block e o Take That (passado negro do Robbie Willians), e o Boyzone. Ambos fizeram muito sucesso, venderam muitos discos, mas o grande salto, o estouro e a febre antes vista apenas com os meninos de Liverpool nos anos 60, só veio em 1995, com o Backstreet Boys. Desde a era do cabelo de cuia não se via tantos suspiros, soluços e gritos de "I love you" dirigidos a um grupo musical.

o BSB foi o primeiro de uma leva, ou melhor, uma safra (pode-se dizer que foram surgindo às pencas) de grupinhos musicais. E aí vem eles: N' Sync (época feia do Justin Timberlake-é só ver a foto para confirmar), Five (comprovam que a beleza era fundamental), Westilife ( a Boy Band mais "sensível"), No Mercy, Hanson (os mais fofos) e várias versões em muitos países.


A febre foi tão grande, que como gripe suína, chegou ao Brasil. O Polegar e o Dominó já existiam desde os anos 80. Mas a fama deles se arrastou pelos anos 90, principalmente o segundo, que teve três gerações diferentes. Depois veio o 6L6, o KLB e o Twister (com este a febre chegou a 40 graus).

Se você já cantarolou “Everybody, yeeah, Rock your body, yeeah...”, ou já tentou dançar qualquer uma daquelas complicadas coreografias, sinto lhe dizer, mas a febre Boy band lhe contaminou. E imagino que alguns ainda não tenham se curado.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

"Porque depois de 20 anos tudo é clássico..."

Muitos foram os hits que marcaram os anos 90. Músicas como Dança da Vassoura, do grupo Molejo, Macarena, da dupla espanhola Los Del Rio, Pimpolho, do grupo Art Popular, Wannabe, das Spice Girls e muitas outras, foram sucesso há 20 anos atrás. Esses são apenas alguns clássicos daquela década, que ainda hoje quando ouvimos, cantamos e dançamos.

Neste post o Remexelá vai apresentar um especial de fim de ano que fez um TOP 10 de músicas dos anos 90. O programa com o nome Super Trash 90, foi feito na  rádio UFMG Educativa  e contou com a apresentação de Otávio Ogando e Hugo Marques.

Com a expressão "Porque depois de 20 anos tudo é clássico..." os apresentadores além de apontar o TOP 10 dos anos 90, também falam sobre os intérpretes das músicas e como foram aceitas na época.





Pode ser que você não conheça os intérpretes de alguns desses hits... Em cada bloco é possível conhecer a história das músicas.





Os cantores Wando e Evandro Mesquita fizeram parte do time de comentaristas que aprofundou um pouco mais sobre cada um desses hits que marcou a década de 90.





Além de descobrir qual hit ficou com a medalha de prata e qual ficou com a medalha de ouro, você ainda tem a chance de saber qual é a diferença entre samba e pagode, segundo Otávio Ogando e Hugo Marques.





Nós do Remexelá, buscaremos sempre que possível fazer um TOP 10 seja de músicas, filmes, desenhos ou novelas. Sugira qual o próximo TOP 10 você quer ver aqui no Remexelá.

E ai você concordou com esse TOP 10 musical ou  acha que faltou algum hit dos anos 90? Dê sua opinião...

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Geração Peter-Pan...(Rei Leão,Pequena Sereia...)





Se as vezes você sente uma nostalgia, sem saber ao certo se quer crescer. Fica procurando músicas, filmes, fotos, programas de TV e desenhos animados... Se você acompanha blogs dos anos 90 e ainda sabe cantar as músicas dos desenhos da Disney daquela época você pode estar sofrendo da "síndrome de Peter-Pan". O garoto que não queria crescer, vivia nas nuvens , tinha uma fadinha ciumenta como amiga, meninos da floresta como companhia, um vilão paranóico que não podia ouvir Tic-tac que sentia dor na mão que já não estava lá..


Mas talvez com você seja tudo mais fácil. Talvez você seja destemido. "Ria na cara do perigo." "Seja um rei sem juba". Talvez o seu pai seja um Leão (não qualquer um mais o Rei) , você tenha um tio invejoso que tem um bando de amigos que riem como Hienas...talvez você tenha como padrinho um babuino maluco, e seus melhores amigos tenham te ensinado a levar a vida numa boa, "Hakuna Matata", e você confie neles pous hoje em dia se vive em uma selva (Hoje a noite aqui na selva que dorme é o Leão..aui..iiii..aumamaê...), apesar dos habitos alimentares questionáveis deles. ( Afinal o Timão e o Pumba comian insetos, argh!!).





Talvez seu reino seja outro, debaixo d'água. Seu pai pode ter um trident e você ( se for menina) uma ruiva de cauda verde e uma bela voz. Alguém que seja arrebatada por paixão a ponto de perder a voz..( será um trocadilho infame ?). Mas não se preocupe uma bruxa-polvo nunca vai poder vencer. E se a superfície as vezes parece muito atrativa lembre-se que "o fruto do seu vizinho..." (relembre aqui a filosofia sebastião de viver)
Talvez seu reino seja na superfície mas você seja não seja ruiva , tudo bem ,sem preconceitos.Você ainda pode ser loira de cabelos longos (como a cinderela), ou com cabelos curtos (como a bela adormecida), ou morena (como branca de neve, nesse caso pode também gostar de maçãs e homens pequeninos), ou morena árabe (como a jasmin de Aladin), ou se gostar de ser ruiva e de caras com cara de mau (a Bela de "A bela e a Fera", com uma vantagem :direito a louça mágica que se lava sozinha.)
Ou se sua realeza está na sua ligação com a Terra, se sua riqueza é o ouro do milho, se seu príncipe é um explorador inglês , se seu melhor amigo é um guaxinim, se sua avó é uma árvore que fala , se você é Pocahontas e canta para a "lua azul e sabe colorir com as cores do vento.." ( confira vídeo e música)..
Dos tantos filmes que a Disney lançou nos anos 90, um sempre marcou a infância e a adolescência de alguém. As histórias, a música, os heróis que enfretavm tudo e tinham um gênio mágico azul e as mocinhas românticas que resolviam tudo em um passe de mágica. A geração acabou por querer sempre um gênio ou uma fada madrinha para resolver tudo...Pode ser que nem sempre tenha funcionado..mas estamos como bons Peter-Pans buscando sempre a Terra do Nunca.
Alguns dowloads no blog disneymaniacs sobre essas nossas lembranças...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Grunge: o eterno e inesquecível...

Não só de desenhos, programas de Tv infantis e novelas viveu uma criança ou um adolescente dos anos 90. No ínicio da década uma corrente musical mobilizou, conquistou ou enlouqueceu (como queira) uma legião de jovens do mundo inteiro. Uma voz rouca, uma guitarra ardida, uma camisa xadrez, letras introspectivas e uma barba por fazer, construíram o grunge, que ainda hoje faz parte do playlist de jovens (alguns ainda nem nascidos) e adultos.

O Grunge surgiu em Seattle, Washington, USA, e por isso também é chamado de Seattle Sound. Vem de ritmos como o Punk, o Heavy Metal e o alternativo, as correntes que dominavam na época. Talvez essas raízes é que tenham transformado as bandas em algo do mesmo estilo, pois elas foram surgindo ao mesmo tempo, no mesmo lugar, um músico saía de uma para a outra...No entanto, as letras críticas, e a melodia “suja”(grungy – em inglês) representavam bem a geração que se formava.

Uma marca do estilo era o visual dos músicos. Eles se tornaram ícones da moda ainda que não se preocupassem com ela. Existem alguns boatos de que Kurt Cobain do Nirvana nem mesmo trocava de calça jeans. Sim, é isso que você deve estar pensando... ele usava uma única calça sem lavar até ela estar bem gasta. E pelo visto elas duravam muito! Nojo à parte, querendo ou não, gostando ou não, Kurt virou ídolo eterno da música, e a cabeça de muitas adolescentes...Aaaaaiii!!...

Se você ainda não entendeu do que estou falando e acha que não gosta e nem conhece o grunge, deixa eu te apresentar umas músicas: Come as you are e Smeel like teen spirit (Nirvana), Black Role Sun ( SoundGarden), Plush e Creep (Stone Temple Pilot), Man in the Box e No excuses ( Alice in Chains), Black e Jeremy (Peal Jam), Say hello to heaven e Times of trouble (Temple of the dog), No rain (Blind Melon), Malibu (Hole), Touch me I'm sick (Mudhoney). Enfim, tem tanta banda, que não dá nem pra acreditar que elas saíram do mesmo lugar.

Outra marca, e essa muito ruim, é o fim precoce da maioria das bandas e de alguns vocalistas. Exceto por Eddie Vedder que continua soltando seus graves pelo mundo a fora com o Peal Jam, e Chris Cornell (veja ) que ainda encanta pela voz sensual e beleza ao estilo amante latino, os outros encerraram as carreiras ou a própria vida ainda muito cedo. Kurt Cobain morreu em 1994, de suicídio com um tiro na cabeça, após anos de luta contra o vício da heroína e de sucessivas brigas com a esposa Courtney Love (está que como eu já ia me esquecendo, ainda canta, mas porque se lembrar dela?). Layne Staley, do Alice in Chains, morreu de overdose de heroína em 2002.

Quase todas as bandas, por motivos diferentes, seja por morte, drogas, estrelismo ou falta de afinidade musical. Enfim, o grunge reuniu talento, criatividade, um pouco de excentricidade, e em alguns casos, incapacidade em conciliar uma vida conturbada, sentimentos indefiníveis e a responsabilidade de ser ícone para milhões de fãs.